quarta-feira, 23 de maio de 2012

Fim de semana na capital e retorno para casa!!!

Sábado, 19

Ontem o Cruzador apresentou um problema no diafragma do freio de estacionamento. Em função disto, tivemos que mudar nosso roteiro.
Hoje, fomos a concessionária Volks em Conselheiro Lafaiete e lá resolvemos o problema. Como já era sábado e estávamos perto de BH resolvemos mudar "o rumo da nossa história".
A intenção: Lagoa Dourada - Ouro Branco - Lavras Novas - Ouro Preto - Itabirito - Inhotim - Belo Horizonte.
A mudança: Lagoa Dourada - Conselheiro Lafaiete - Belo Horizonte - Inhotim.
E o primeiro roteiro ficou para a próxima viagem, junto com as visitas aos parques de Ibitipoca e Aiuruoca, que não vimos por causa da chuva e do nevoeiro intenso.
Chegamos em BH por volta do meio-dia, fomos ver meu irmão e de lá, seguimos para o evento do ano da cidade: a "Saideira" ( final ) da Comida de Buteco. Uma espécie de concurso para escolher a melhor comida dos "butecos" de BH. Mas desistimos do evento para ficar de papo numa bela churrascaria das 15 às 21:00.




Domingo, 20

Mais uma noite gelada. E um dia de céu azul, sem nuvens. Estar com a família e os amigos é sempre a melhor escolha. Tivemos a sorte de tê-los juntos, em BH. Seguimos para Brumadinho, há 1 hora de Belo Horizonte e chegamos ao Inhotim famintos.
- Inhotim -"Um museu a céu aberto". É o que dizem. E é verdade. Arte contemporânea, educação ambiental, jardim botânico, lazer e diversão.  http://www.inhotim.org.br/ . O lugar é maravilhoso, encantador, curioso, único. Natureza forte, jardins extremamente bem cuidados, lagos e restaurantes. Tudo foi criado com carinho, bom gosto e preservando o meio ambiente. Este "parque" é imperdível. Passar um dia ali é pouco porque o dia passa muito  rápido. Como era domingo, estava cheio de visitantes. Pretendemos voltar, mas faremos isso num dia de semana, talvez tenha menos visitantes e assim poderemos "curtir" melhor cada cantinho desse paraíso.

 A seguir, cenas do  Inhotim:                             
























































O rosto de Jeronymo ao fundo. Isso é um caleidoscópio, em inox, giratório, como se fosse uma luneta. É show! Reflete o rosto em todos os oito lados.                               
                                                                                            




























                                                                         
E para fechar com chave de ouro, fizemos trilha com o "Fandangos" ( um Troller ) de amigos. Saímos de Brumadinho, seguimos para a Serra do Rola Moça, passando pelas mineradoras e subimos a Serra do Curral às 06 horas da noite, finalizando o percurso às 20:00, depois de ter avistado toda BH e regiões com suas luzes acesas. Poucos belorizontinos ou mineiros tiveram esse privilégio! Serras que compoêm o Maciço da Serra do Espinhaço e chegam a uma altitude de até 1.390 msnm. Nós chegamos até 1100.




Segunda, 21

Dia de levantar acampamento. Saímos às 09:00 em busca dos endereços de lojas de "brinquedinhos para meninos": quadriciclo, jet-ski, etc..., mas antes encontramos mais amigos muito, muito queridos. Às 15:00 pegamos a Fernão Dias, em direção a Itatiaiuçú, para pousar no sítio do Seu Zé e dona Carminha, que são como pais para nós. Um casal de 76 e 75 anos de idade, ativos, felizes e fazem pilates!



Terça, 22
O dia passou rápido neste pedaço de céu. Aqui conversamos, comemos abacate "light", pão de queijo - claro! - no café da manhã, ganhei uma bandeija de bombons de côco cobertos com chocolate e vimos, novamente, algo inesperado: 2 enormes Tucanos voando de um lado para outro sobre nossas cabeças. Não, não conseguimos fotografar tamanho foi o embasbacamento do grupo.












Vista, a partir do sítio, de Itatiaiuçú, um lugarejo próximo.                                            



Esse é o Nino, um dos cachorrinhos deles!                                                              





E agora, uma gata mansa, dengosa, que apareceu no sitio, mas não quer morar na casa, vive no curral!                                                                                                             
                       











                                                                                                                                                                             
Um detalhe que não havia contato: Essa foi a terceira vez que vimos TucanoS, na viagem. Na primeira eram uns 8 a 10, pousados numa árvore ao lado da estrada, em Bocaina de Minas. Na segunda, 1, nos demonstrou um vôo lindo, rasante e bem pertinho de nós. E agora, novamente, não registramos.
No final da tarde nos despedimos, levantamos os "pezinhos" do cruzador e seguimos rumo a BH, mas pernoitamos antes de Betim, num posto de combustível.


Quarta, 23

Saimos às 05:30 para não pegar o engarrafamento habitual das cidades grandes pela manhã. Deu tudo certo. Estamos ainda em viagem, e como sempre, rodando pouco. Neste momento de sono de Jeronymo, aproveito para postar o blog. Vejam, saimos às 06:00 de Belo Horizonte e às 14:20 ainda estamos em Ipatinga, rodamos uns 250 km. Além das placas de 60 e 80 km/h em quase todo o trecho, paramos para lanchar "algumas vezes" e para abastecer o Cruzador. E para dormir, claro! 

2 comentários:

  1. A gente tem estado relativamente perto um do outro... um dia nos encontraremos! Pernoitaremos em Vitória da Conquista e, amanhã, Chapada Diamantina. E vcs onde andam? Abração.

    ResponderExcluir
  2. O Nino é muito parecido com meu Zion! Sniff
    Assuelma

    ResponderExcluir